7.5.10


Caros amigos

Depois de ultrapassado o turbilhão de trabalho e emoções que constituiu este ano especial em que fiz celebração de 40 Anos de Carreira, quero agradecer-vos a todos os que de qualquer forma colaboraram, participaram ou me estimularam e apoiaram, com um fortissimo abraço.
Prometo continuar a lutar com dignidade, e a Arte e força possiveis, por uma canção mais valiosa, mais culta, mais bela e mais profunda.
Não me demito, nem retiro. Ajustarei apenas azimutes e processos de vida.
Seleccionarei mais cuidadosamente os locais, os projectos e as propostas culturais.
Com efeito, nem todos merecem, por vezes, o esforço e a generosidade que sempre caracteriza o que faço em palco.
Vou descansar, recarregar baterias, compor, escrever, pintar, passear, jardinar a vida.
Mas penso regressar - mais entusiasta, apostado e irreverente que nunca - o mais breve que conseguir.
O apoio que senti por todo o País deu-me uma alma enorme e uma insuspeitada perspectiva de quanto gostam do que faço.
Não fazia ideia de quanto era querido e respeitado por esse Portugal fora.
Isso acrescenta enormes responsabilidades ao futuro de tudo o que eu decida abraçar.
Ainda quero ir a muitos sitios onde nao fui, e fazer muitas coisas que nao fiz.
Há muita música por compor, muitas canções por inventar.
Se calhar, não muitas já, mas as mais sentidas, ainda estarão por nascer.
Mas esta sensação momentanea de PAZ está a saber-me divinalmente.
Agradeço-vos terem compartilhado comigo todo o stress e loucura do ano q passou.
Literalmente: - de Arcos de Valdevez a Ponta Delgada! Passando por Paris e Lisboa. Mas também Arraiolos, Ponte de Lima, Viana do Castelo, sei lá...
Caramba.
Sem a vossa ajuda nada disto tinha sido possivel.
Um abraço cá do fundo de mim para todos vós.

ate já,

Pedro Barroso

4 comentários:

мαясєllα Ϟ disse...

oiie *-*
tá rolando o 1º sorteio lá no meu blog !!
http://marcellagiroldo.blogspot.com

participe!
bjoss*

Emilia disse...

que sorteio amiga?

experimental disse...

Gosto imenso de Pedro Barroso, assisti a espectáculos inesquecíveis e terá sempre o seu público à sua espera. Lamento que cantores como o Pedro, os grandes cantores/compositores, não tenham acesso à televisão, muita falta fazem a uma geração que gostava tanto de os ouvir e a uma outra que precisava de os conhecer!...
Beijinhos,
nela

alfazema disse...

É verdade amiga, os espectáculos dele são inesquecíveis.
Portugal ainda não lhe deu o devido valor.
Compositor, intérprete, poeta (e que poeta) etc.