17.12.09

EU E O PAPEL



Era bom que houvesse uma forma de podermos devolver à natureza os kg's de papel com os quais diariamente nos cruzamos.
Hoje, enquanto rasgava papel atrás de papel pensava que o que vem da natureza à natureza deve ser devolvido...
Porque será que acumulo tanto papel? tanta revista? tanto jornal? será que Freud explicaria este fenómeno?

3 comentários:

Miguel disse...

Eu tento reutilizar todo o papel que uso, até chegar a uma altura em que já é complicado fazer seja o que for com o papel que sobra... Já não tem ponta por onde se lhe pegue: são letras à frente, atrás, papel dobrado, frente com cálculos matemáticos, verso com código de programação... Tento fazer a minha parte, mas há tanto que ainda podemos fazer para poupar papel - e consequentemente árvores - e, inconscientemente ou não, não o fazemos...

alfazema disse...

Pois, mas tu és um exemplo de pessoa.

Faço isso com o papel, desde que me conheço.
Acho que hoje em dia as pessoas e até as empresas já fazem esse tipo de reciclagem.

Bichodeconta disse...

Concordo, O miguél, faz, tu fazes, eu faço, outros o farão, mas seguramente seremos uma gota de água.Resta-nos alertar as consciencias para a necessidade imperiosa da reciclagem.O Planeta já está a ficar zangado.Seremos nós e as gerações vindouras a sogrer as consequencias desta inconsciencia de muita gente.Beijinho, ELL